A família está crescendo e você deseja adquirir uma residência maior, com o espaço ideal para acomodar melhor todos os membros, incluindo um dormitório por filho, mais vagas de garagem e com um bom padrão de construção (área de lazer, melhor acabamento, entre outros). Para isso, precisa vender a atual moradia e é fundamental que você saiba como avaliar um imóvel.

A tarefa está cercada de variáveis que interferem no preço do patrimônio. Neste post, selecionamos dicas importantes para que você possa fazer com segurança a avaliação do seu imóvel e colocá-lo à venda. Boa leitura.

Entenda a importância de saber o preço do imóvel

São diversos os fatores que exercem influência no valor da propriedade (apartamento, casa, escritório, loja, galpão, terreno etc.). Além de procurar utilizá-los no momento de precificar o seu, esses aspectos são imprescindíveis para que se defina o preço justo.

Valorar um imóvel com números bem aquém ou além da realidade do mercado imobiliário geralmente é o obstáculo mais comum na hora de atrair potenciais compradores. Lembre-se de que a lei da oferta e da procura pode ser ingrata com quem não percebe que preço muito acima ou muito abaixo do real acaba sendo uma opção inadequada.

Ao avaliar e decidir pelo valor correto, cria-se a possibilidade de uma melhor negociação. O processo é ágil, atendendo as expectativas das partes envolvidas e, principalmente, evitando que você tome prejuízo no negócio por falta de informação.

Conheça 5 dicas de como avaliar um imóvel

As alternativas para uma avaliação segura da sua moradia, identificando o preço adequado do bem para ser posto à venda, são várias. Nós preparamos uma relação com 5 dicas para que você faça a melhor cotação possível do patrimônio. Confira.

1. Verifique o valor de imóveis semelhantes

Procure se informar sobre o preço de venda dos imóveis no bairro e na região em que você reside. Evidentemente que ocorrerão variações, mas é possível estabelecer um valor médio do metro quadrado.

Durante a pesquisa de preços de um imóvel com as características do seu, um bom indicador é aquele que foi comercializado recentemente. Normalmente, o valor de negócio fechado com residência semelhante é o que você conseguirá na hora de vender o seu.

2. Saiba a valorização da localização

Esse é um dos itens mais importantes para definir o quanto vale um imóvel. Em qualquer cidade existem os bairros e as regiões preferidas para morar, fazendo com que o preço do metro quadrado valha mais; e os mais populares, onde os empreendimentos são menos valorizados do que nos pontos com melhor infraestrutura.

Além disso, dentro do bairro existem outros critérios que podem interferir no preço final, como estar situado em rua mais tranquila (metro quadrado mais valorizado) ou em via de movimento e poluição sonora (metro quadrado menos valorizado).

Outro fator relacionado à localização é a distância dos centros comerciais e da infraestrutura de transporte e serviços. Mais próximo, oferecendo comodidade e facilidade à vida as pessoas, mais valioso. Mais distante, exigindo deslocamentos, preço menor.

3. Conte com a ajuda de um profissional

Eis uma dica indispensável. Tudo bem que você possa compreender quais são os critérios que determinam os preços no mercado imobiliário. Todavia, considerando que é um setor de negócios muito especializado e dinâmico, é recomendável procurar o suporte e o assessoramento de um corretor de imóveis.

Ele é preparado e experiente o bastante para apontar condições vantajosas ou as desvantagens durante os procedimentos de negociação. É um profissional competente para demonstrar as relações de valores, confirmando a pesquisa que você realizou.

É fundamental conhecer a tradição do profissional e/ou da imobiliária. Levante o cadastro no mercado, verifique a estrutura física da empresa, e visite o site na internet.

Escolher a assessoria de quem tem credibilidade no mercado é vital para a comercialização do seu patrimônio. Além de intermediar a sua relação com os compradores potenciais, ela oferece acompanhamento técnico e jurídico, da avaliação à escritura, garantindo a segurança da transação.

4. Pesquise em sites especializados

Outra ótima oportunidade para saber qual o preço aproximado da sua propriedade são as ferramentas de busca de imóveis em sites especializados do segmento imobiliário.

O comércio eletrônico aumentou as oportunidades para o mercado imobiliário. Atualmente, para pesquisar imóveis, você não precisa se deslocar até a uma imobiliária ou marcar uma visita em companhia do corretor.

Nos sites estão disponíveis as informações indispensáveis para que você possa avaliar o valor de sua morada, incluindo fotos, textos, vídeos e outros dados importantes para que a precificação do patrimônio seja a ideal.

5. Considere o tempo de construção do imóvel

Geralmente, imóveis mais novos costumam ter uma diferença significativa de valorização em relação às construções mais antigas. Isso acontece devido ao fato de que eles oferecem uma melhor infraestrutura interna (de tomadas adaptadas ao novo padrão até piscina e academia, de mais vagas na garagem ao salão de jogos).

Ainda que os imóveis mais antigos possam oferecer plantas e ambientes mais espaçosos como influenciadores de valorização, apresentam custo mais alto de manutenção e reforma.

Obtenha um Laudo de Avaliação Imobiliária

Nada melhor do que adotar todos os procedimentos necessários para qualificar a sua proposta e atestar as informações sobre o patrimônio que você deseja comercializar.

Nesse mercado existe um tipo de serviço específico para dar o valor de mercado do imóvel: o Parecer Técnico de Avaliação Mercadológica (PATAM), ou Laudo de Avaliação. Ele é fornecido por corretores de imóveis e/ou peritos avaliadores, estipulando o preço de um determinado bem para compra, venda ou aluguel.

Apesar de pouco difundido, o Laudo de Avaliação é muito utilizado pelos bancos para a liberação de financiamento, para calcular seguros, e também aferir bens de instituições públicas e organizações privadas. Na Justiça, ele é utilizado em processos litigiosos de divórcio, herança, separação societária comercial entre outras ações.

Ao final da leitura, você pode observar que o valor da sua casa ou apartamento é influenciado por muitos fatores. Sabendo como avaliar um imóvel, fica mais fácil entender os critérios de formação e os fatores mercadológicos que influenciam o preço e a venda dele, aumentando as possibilidades de fazer um excelente negócio.

Agora que você tem as orientações necessárias para avaliar o quanto vale o seu imóvel, solicite um Laudo de Avaliação e enriqueça a sua pesquisa.

Fonte:Mooving