Livro: Reforma Agrária?

Preâmbulo

PRIMEIRA PARTE

I - A questão

II - A questão agrária

III - O Estado e a obediência à Lei na Reforma Agrária

IV - A leniência vista pelos homens da Lei

V - Falsas causas com interessados

VI - Justificativas e apoio financeiro da CNBB

VII - Clero Católico: apoio próximo aos invasores

VIII - Clero Católico: apoio de retaguarda e moral às invasões

IX - Outros apoios às invasões rurais

X - Apoio do PT e da CUT às invasões

XI - Interferência estrangeira e o direito de subverter

XII - Aprendizado; desobediência, afronta e ameaça à Lei

XIII - Invasões e impedimentos de estradas

XIV - Outras infrações além das invasões

XV - O tratamento dos transgressores pelo Executivo e pelo Legislativo

XVI - Da Universidade e do MST

XVII - A imprensa e os sem-terra

XVIII - MST e OAB. Judiciário

XIX - Resultados dos assentamentos

XX - Quem são os sem-terra? E os lavradores, que contam?

XXI - O conflito de Eldorado dos Carajás

XXII - Ciladas e ficções e os professores universitários

XXIII - Súmula

SEGUNDA PARTE

A exposição fotográfica

Os que mandam: SP 258, reduto do MST

Itararé e o produtor. MST e Poderes Públicos

MST, Poderes Públicos e Universidade

I - Porto Feliz: nada de novo

II - A garantia da transgressão da lei ao MST

III - O MST e a imprensa: quem determina, quem registra

IV - Imprensa e os que colaboram com o MST

V - A defesa da transgrssão, o MST e a nação - ou - Um apelo. Uma definição de responsabilidades

"O meu reino não é deste mundo (Jo 18,36)

As incansáveis investidas contra a ESALQ

I - O Presidente e o Ministro da Justiça (1)

II - O Presidente e o Ministro da Justiça (2)

III - O Presidente e a infiltração estrangeira desnecessária

IV - O Presidente e a irresponsabilidade dos movimentos

V - "Movimentos sociais atuantes": as vantagens da delinqüência

VI - Os governos e como desmoralizar as forças da ordem

VII - O Presidente e seu ministro da Reforma Agrária

VIII - A neutralidade facciosa do Governo

IX - Os homens do poder, além das simpatias

X - Os Poderes Públicos e a infiltração estrangeira real

XI - Aqui, produtores de subversão, lá, perseguidos políticos

XII - O preço do apátridas para a Nação

XIII - A extensão toda da omissão e da pusilanimidade

XIV - O crime organizado autorizado

XV - Os que mandam e o Presidente

TERCEIRA PARTE

Cap. 1 - INCRA

Irregularidades funcionais

Sobrevalorização de terras / Superfaturamento de obras

Más Diretrizes

Desapropriações mal conduzidas

Atos políticos abusivos

Pronunciamentos da direção

Co-gestão do MST

Destruição da Flora e da Fauna

Repositório de intenções segundas

Cap. 2 - Clero Católico e o MST

Cap. 3 - Apoio do PT e da CUT

Cap. 4 - Outros apoios ao MST

Cap. 5 - Interferência do Exterior

Cap. 6 - Apoio financeiro ao MST

Cap. 7 - Susbistência doa acampados, invasores e assentados do MST

Cap. 8 - O tratamento dos transgressores pelo Executivo e pelo Legislativo

Cap. 9 - A segurança da irresponsabilidade. o nível intelectual, moral e cívico dos comandantes e cúpulas do MST

Cap. 10 - Dois episódios: a Fazenda Córrego da Ponte e os Festejos do 5º Centenário

Cap. 11 - Fazenda Córrego da Ponte - Segundo episódio

Cap. 12 - A imprensa e os sem-terra

Cap. 13 - Universidade e MST

Cap. 14 - Advogados - OAB - MST

Cap. 15 - Justiça. MST

Cap. 16 - Invasões e impedimentos: rodovias, bancos, prédios e áreas públicas

Cap. 17 - Atos criminosos menores: saques - atos com objetivo segundo de negociações - plantações de transgênicos

Cap. 18 - Pressões e ameaças. Assunção de funções de Poderes Públicos

Cap. 19 - Assentamentos: desvios de subsídios, irregularidades e perversões

Cap. 20 - Agressão à Flora e à Fauna

Cap. 21 - Eldorado dos Carajás: "condenação de qualquer maneira"

Cap. 22 - Atos criminosos maiores: seqüestros - cárcere privado - ameaças graves - agressões e assassínios

Cap. 23 - Criminalidade comum no MST e nos que lhe dão apoio

Cap. 24 - Torturas e mortes dispensadas de cuidados e investigações

Cap. 25 - Resultados dos assentamentos

Banco da Terra

Cap. 26 - A delinqüência premiada; os lavradores abandonados

Cap. 27 - Catequese das populações. Ensino no MST: perversão da infância e da juventude

Cap. 28 - Visão e tratamento do MST, e dos que a ele se opõem, por particulares

Cap. 29 - A exploração das platéias

Cap. 30 - Declarações e atos do Governo sobre a questão subversiva

Cap. 31 - Luta contra atos e medidas que se oponham às práticas criminosas dos movimentos invasores

Cap. 32 - Reais problemas da Agricultura

Cap. 33 - O constituinte desconhecido ou repudiado

Cap. 34 - Desnecessidade de Reforma Agrária

Cap. 35 - Apanhado final

Quem são os sem-terra do MST?

Clero católico e MST

PT - CUT e MST

Interferência do Exterior: os interessados daqui

Imprensa e o MST

Universidade e MST

Advogados e o movimento ilegal

Mortos e torturados desconhecidos

Os desconhecidos da Nação

O tratamento oficial: dignificador, submisso, subserviente e consagrador do MST ilegal

Sustentação do MST e a Receita Federal

Os grandes ausentes na realidade MST cúpulas dirigente e massas dirigidas

Justiça

Conclusão