Tecnologia da Indústria do Gás Natural

1 – A importância do gás natural

1.1 Introdução

1.2 Matriz energética no mundo

1.3 Evolução e estimativa da participação do gás natural na matriz energética do Brasil

2 – Conceitos fundamentais

2.1 Definições de petróleo e de gás natural

2.2 Constituintes do petróleo e gás natural

2.3 Composição do gás natural

2.4 Comportamento dos gases

2.5 Comportamento das fases do gás natural

2.6 Comportamento das fases água e hidrocarbonetos

2.7 Propriedades do gás natural

2.8 Especificação do gás natural

2.9 Conceitos de engenharia de petróleo

3 – Reservas de gás natural

3.1 A origem do gás natural

3.2 Evolução das reservas de gás natural

3.3 Bacias sedimentares no Brasil

3.4 Perspectivas das reservas de gás no Brasil

3.5 Nova província petrolífera brasileira

4 – A cadeia produtiva do gás natural

4.1 Introdução

4.2 Macrofluxo da movimentação de gás natural nacional

4.3 Balanço da produção de gás natural

4.4 Consumo nacional de gás natural

4.5 Consumo de gás natural por estado

4.6 Produção de gás natural por estado

4.7 Utilização do gás natural

4.8 Importação de gás boliviano

5 – Regulação do gás natural

5.1 Introdução

5.2 Regulação internacional da indústria de gás natural

5.3 Regulação da produção de gás natural

5.4 Aspectos regulatórios da indústria de gás natural no Brasil

5.5 Aspectos regulatórios da cadeia de gás natural

5.6 A consolidação do mercado de gás natural

5.7 Aplicação da Portaria ANP n. 104/2002 na regulação do mercado

5.8 Níveis de relacionamentos entre os atores do mercado de gás natural

5.9 A nova lei do gás – principais aspectos em discussão

6 – Sistemas de produção de gás natural

6.1 Introdução

6.2 Sistema de produção de gás associado

6.3 Sistemas de produção de gás natural não-associado

7 – Condicionamento do gás natural

7.1 Introdução

7.2 Descrição do processo de condicionamento de gás associado

7.3 Separação primária de fluidos

7.4 Depuração do gás natural

7.5 Adoçamento do gás natural

7.6 Compressão do gás natural

7.7 Hidratos de gás natural

7.8 Desidratação de gás natural

7.9 Tratamento de gás combustível

7.10 Tratamento químico do gás natural

8 – Processamento de gás natural

8.1 Introdução

8.2 Objetivos do processamento de gás natural

8.3 Produtos do gás natural

8.4 Configuração básica de uma unidade de processamento de gás natural

8.5 Tipos de unidades de processamento de gás natural

8.6 Escolha do processo termodinâmico .

8.7 Processo Joule-Thomson

8.8 Processo refrigeração simples

8.9 Processo absorção refrigerada

8.10 Processo turbo-expansão

8.11 Processos combinados

8.12 Comparação entre os principais processos utilizados

8.13 Processamento de condensado de gás natural

8.14 Tratamento dos produtos gerados

8.15 Unidades de processamento de gás natural

9 – Transporte de gás natural

9.1 Introdução

9.2 Tipos de transporte de gás natural

9.3 Gás Natural Comprimido (GNC)

9.4 Armazenamento de gás natural

9.5 Gás Natural Adsorvido (GNA)

9.6 Rede de transporte de gás natural no Cone Sul

9.7 Hidratos de Gás Natural (HGN)

10 – Distribuição de gás natural

10.1 Introdução

10.2 Regulação da atividade de distribuição de gás natural

10.3 Companhias estaduais de distribuição de gás do Brasil

10.4 Agências reguladoras estaduais em operação

10.5 Redes de distribuição de gás

10.6 Estação de transferência de custódia

11 – Comercialização de gás natural

11.1 Introdução

11.2 Histórico sobre o preço do gás natural no Brasil

11.3 Principais aspectos para a determinação do preço do gás

11.4 Contratos de comercialização

11.5 Aspectos relevantes sobre a importação de gás da Bolívia

12 – Tecnologias e aplicações em desenvolvimento

12.1 Introdução

12.2 Separação e captura de CO2

12.3 Otimização e racionalização energética

12.4 Tecnologias de geração distribuída

12.5 Gasto Liquids (GTL)