Livro: Fôrmas e Escoramentos para Edifícios

1 INTRODUÇÃO

1.2 OBJETIVO

2 AS FÔRMAS NO PROCESSO CONTRUTIVO -COMPARATIVO ESTRUTURAL

2.1 PAVIMENTO ATÍPICO

2.2 EQUIPAMENTO METÁLICO

3 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

3.1 MADEIRA

3.2 SISTEMAS DE FÔRMAS

4 ANÁLISE ECONÔMICA PARA ESCOLHA DO SISTEMA DE FÔRMAS

4.1 ESTUDO DE PILARES

4.2 ESTUDOS DAS FÔRMAS PARA LAJES

4.3 ESTUDO DOS ESCORAMENTOS DE FÔRMAS PARA VIGAS (Anexos G, H e I)

4.4 ESCOLHA DE FÔRMAS PARA ESTRUTURAS ESPECIAIS

5 CRITÉRIOS PARA O DIMENSIONAMENTO

5.1 CRITÉRIO PARA O DIMENSIONAMENTO UTILIZANDO OS COEFICIENTES DA NORMA BRASILEIRA NBR 7190/97

5.2 DIMENSIONAMENTO DE FÔRMAS PARA LAJES, UTILIZANDO OS PARÂMETROS DA NBR 7190/97

5.3 DIMENSIONAMENTO DE FÔRMAS PARA VIGAS, UTILIZANDO OS PARÂMETROS DA NBR 7190/97

5.4 DIMENSIONAMENTO DE FÔRMAS PARA PILARES, UTILIZANDO OS PARÂMETROS DA NBR 7190/97

5.5 O CRITÉRIO DO AMERICAN CONCRETE INSTITUTE – A. C. I.

5.6 PRESSÃO NAS FÔRMAS DOS PILARES

5.7 AS PRESSÕES NAS FÔRMAS DE CONCRETO SEGUNDO NORMA DIN

5.8 AS PRESSÕES DO CONCRETO EM FÔRMAS DE PILARES SEGUNDO O CEB

6 ESTUDO DE CASO

6.1 CASO 1

6.2 CASO 2

6.3 CASO 3 – LAJE MACIÇA X LAJE TRELIÇADA

6.4 CASO 4

7 COMENTÁRIOS GERAIS SOBRE O TRABALHO

8 RECOMENDAÇÃO FINAL

9 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS