Livro: Formação e Conservação dos Solos - 2a edição

Apresentação

1ª Parte – O Recurso Solo

1 O Recurso Solo

1.1 Um pouco de História

1.2 Ramificações da ciência do solo

1.3 Conceitos e funções do solo

1.4 Processos que iniciam a formação do solo

2ª Parte – Formação dos solos

2 Horizontes do Solo

2.1 O que são e como se formam

2.2 Identificação dos horizontes

2.3 Morfologia do solo

2.3 Identificação e delimitação dos horizontes

3 Componentes dos Horizontes do Solo

3.1 Constituintes minerais da fase sólida

3.2 Constituintes orgânicos da fase sólida

3.3 A fase líquida (“água do solo”)

3.4 Ar do solo (fase gasosa)

4 Fatores de Formação do Solo

4.1 Clima

4.2 Organismos

4.3 Material de origem

4.4 Relevo

4.5 Tempo

3ª Parte – Classificação e mapas dos solos

5 Princípios básicos e as várias classificações

5.1 Sistemas naturais e suas hierarquizações

5.2 Sistemas nacionais e Internacionais

6 Sistema Brasileiro de Classificação de Solos

6.1 Apresentação e estrutura hierárquica

6.2 Latossolos

6.3 Nitossolos

6.4 Argissolos

6.5 Planossolos

6.6 Plintossolos

6.7 Espodossolos

6.8 Luvissolos

6.9 Chernossolos

6.10 Vertissolos

6.11 Cambissolos

6.12 Neossolos

6.13 Gleissolos

6.14 Organossolos

7 Os mapas de solos (levantamentos pedológicos)

7.1 O que são e como são produzidos

7.2 Tipos de levantamentos e das suas Unidades de Mapeamento

8 Mapas de solos das regiões do Brasil

8.1 Solos da Amazônia

8.2 Solos do Nordeste

8.3 Solos da Região Centro ‑ Oeste

8.4 Solos da Região Sudeste

8.5 Solos da Região Sul

9 Solos do Mundo

9.1 Grupos de solos bem desenvolvidos em climas tropicais úmidos (Ferralsols, Lixisols, Acrisols, Nitisols, Alisols e Plinthosols)

9.2 Grupos de solos condicionados por climas temperados úmidos, com intensa redistribuição de argilas (Luvisols, Planosols, Albiluvisols e Umbrisols) ou de húmus com ferro e/ou alumínio (Podzols)

9.3 Solos com horizonte superficial escuro, espesso e rico em cátions básicos, característicos das pradarias e estepes (Chernozems, Kastanozens e Phaeozems)

9.4 Solos condicionados por climas áridos e semiáridos (Solonchacks, Solonetz, Gypsisols, Calcisols e Durisols)

9.5 Solos minerais de climas frígidos (Cryosols)

9.6 Solos Minerais condicionados por formas especiais de relevo e/ou idade limitada (Fluvisols, Gleysols, Leptosols, Regosols e Cambisols)

9.7 Grupos de solos condicionalmente formados em materiais de origem especiais (Histosolos, Anthrosols, Technosols, Andolos, Arenosolos e Vertisols)

9.8 Panorama geral dos recursos dos solos para a agricultura

4ª Parte – Degradação e Conservação dos Solos

10 Atividades humanas e seu efeito nos solos

10.1 Solos e ambiente

10.2 Causas do depauperamento do solo

10.3 Tipos de erosão e sua importância

10.4 Fatores que afetam a erosão

11 Conservação dos Solos

11.1 Importância das práticas conservacionistas

11.2 Práticas de caráter edáfico

11.3 Práticas de caráter mecânico

11.4 Práticas vegetativas

11.5 Sistema de plantio direto na palha

11.6 Capacidade de uso e planejamento

conservacionistas da terra

11.7 Conclusão

Bibliografia Consultada