Livro: Pelas Pedras do Caminho Mineral

1. Pelas Pedras do Brasil

O gerador de luz

OS geólogos e a “geóloga por convívio”

Um poço d'água em Chapadinha

Encontros que não se esquecem

Os ostracóides de Pitanga (Bahia)

O padre ex-guerrilheiro

Um médico tratorista e um intrépido piloto

A regulamentação da profissão dos geólogos

Glete: Sala nova e a canoa do Stark

O efeito Glete

O roubo do testemunho

A migração dos continentes

A inesquecível excursão a Peixe

Reminiscências do laboratório de geoquímica da Bahia

Ilha do Cajual

Seu Bidinho

Contato imediato

Gene Edward Tolbert (1925-1989) Um pioneiro da exploração geológica no Brasil

Moacyr de Vasconcellos (1914-1996) – Dever cumprido

Sílvio Guedes (1915-1996) – Missão cumprida

Francisco de Assis Fonseca Filho (27/12/1902 – 01/05/1997) – Um grande pioneiro da engenharia de minas no Brasil

Nosso martelo geólogo

Pedro de Moura – Um pioneiro do petróleo

Othelo: um geólogo competente

Quatro décadas de geologia

Pelo caminho do caminho

Hussak e a Perowskita de Catalão

Grande Tião: porque tão cedo?

Olhe à sua volta, há um geólogo por aí

Gramani: um geólogo que faz falta

Breve memória do início de uma vida longa

Odi Leme – Um engenheiro diferenciado, um ser humano muito especial

2. Pelas Pedras da Amazônia

Meu naufrágio no Tapajós

Os vaga-lumes são a luz da noite

Na selva da Serra

Perdidos no Perdido

A madre tinha razão

A comunidade geológica no tempo Boom da Amazônia

O técnico de mineração nos anos 70 e o teste do rádio

Corre veado, lá vem o caçador

Pode falar, chefe!

A floresta nem sempre encantada

Capeamento zero

A queda de um helicóptero: milagre ou coincidência?

No garimpo de Suapi

Morro dos Seis Lagos Uma bela e rica expressão geomorfológica na Amazônia Ocidental

O visionário filantropo

Nos subterrâneos do quartel

Maratona do direito de pesquisa

O casarão da Almirante

Mistério na amostragem

Décio Meyer, o Jim das Selvas

Impressões colhidas no retorno à Amazônia

3. Pelas Pedras de Carajás

O último geólogo no Xingu

O Castanhal Cinzento

31 de julho de 1967: o começo de tudo

Tempo fechado na S11 (Carajás)

O amigo que nos deixou

Era mesmo

A república livre de Buritirama

Pantaleão do Itacaiúnas

Uma viagem nas férias

Lembranças de quando as coisas acontecem

Enxurrada!

Carajás – A última grande descoberta romântica da história da geologia

Neco, o enfermeiro

O peão perdido

Carajás: da U.S. Steel para CVRD – Um depoimento

Seu Edson e a produção de picadas

O cinema de Carajás

Uma questão de técnica

A marchinha dos peões

Pelas cozinhas da Geologia

A manha

O primeiro vôo de um peão

Chegar aos pés

A Serra da Costela

O ciclo do ouro no Sul e Sudeste do Pará

Técnica invertida de sobrevivência

A alma de Carajás

O mistério dos Martírios

A Serra de hoje

Uma retrospectiva instrospectiva ecológica